2 de dez de 2007

As Perdas na Construção Civil

O conceito de perdas na construção civil é, com freqüência, associado unicamente aos desperdícios de materiais. No entanto, as perdas englobam tanto a ocorrência de desperdícios de materiais quanto a execução de tarefas desnecessárias que geram custos adicionais e não-agregam valor. Para tanto uma pesquisa feita na UFRGS classificou as principais perdas de acordo com o seu controle, a sua natureza e a sua origem. O trabalho pode ser resumido da seguinte forma:

As perdas segundo o seu controle:

(a) Perdas Inevitáveis (ou perda natural) - correspondem a um nível aceitável de perdas, que é identificado quando o investimento necessário para a sua redução é maior que a economia gerada.
(b) Perdas Evitáveis - ocorrem quando os custos de ocorrência são subtancialmente maiores que os custos de prevenção.

As perdas segundo sua natureza:

(a) Perdas por Superprodução - refere-se às perdas que ocorrem devido à produção em quantidades superiores às necessárias, por ex: excesso de espessura de lajes de concreto armado, etc
(b) Perdas por Substituição - decorrem da utilização de um material de valor ou características de desempenho superiores ao especificado;
(c) Perdas por Espera - relacionadas com a sincronização e o nivelmaneto do fluxo de materiais e as atividades dos trabalhadores;
(d) Perdas por Transporte - estão associadas ao manuseio excessivo ou inadequado dos materiais em função de uma má programação ou layout de canteiro ineficiente;
(e) Perdas no Processamento - tem origem na própria natureza das atividades do processo ou na execução inadequada dos mesmos. Decorrem da falta de procedimentos padronizados e ineficiências nos métodos de trabalho, falta de treinamento de mão-de-obra e deficiências de projeto;
(f) Perdas nos Estoques - estoques excessivos em função de programação inadequada, falhas de armazenamento, etc.
(g) Perdas no movimento - decorrem da realização de movimentos desnecessários por parte dos trabalhadores durante a execução de suas atividades e podem ser geradas por frentes de trabalho afastadas e de difícil acesso;
(h) Perdas pela fabricação de produtos defeituosos - quando ocorre o não atendimento dos requisitos de qualidade especificados.
( i) Outras: roubo, vandalismo, acidentes, etc

As Perdas segundo sua origem:

A origem das partes pode estar nos seguintes processos:
(a) Recursos Humanos (mão-de-obra)
(b) Suprimentos
(c) Fabricação de Materiais
(d) Projeto
(e) Planejamento
(f) Processo Produtivo


A Eliminação das perdas é hoje um grande elemento para a competitividade das empresas e para tanto é necessário abrir os olhos e mudar a maneira de enxergálas em todos os processos de um empreendimento.

Fonte: Artigo: As Perdas na Construção Civil (Formoso, De Cesare, Lantelme, Soibelman) - UFRGS - 1993

Nenhum comentário: