27 de abr de 2008

Ponte de Minneapolis - EUA - Entendendo as causas do colapso

Ponte Minneapolis, EUA - foto logo após o colapso em 2007

A maioria dos colapsos em pontes metálicas está relacionado às soldas nas ligações, diz um dos textos; e a ponte I-W35 apresentava, segundo relatórios de inspeção, numerosos problemas de soldas nas treliças. Por outro lado as pontes metálicas são, em geral, altamente hiperestáticas, o que leva a uma probabilidade menor de colapso quando um ou alguns elementos falham, pois as cargas são redistribuídas. Esta ponte, especificamente, não tinha um número elevado de hiperestáticos! Outro problema é a pequena fissura por fadiga, que se amplia rapidamente!

Os Estados Unidos têm cerca de 600 mil pontes, e eles estão muito preocupados com a manutenção (oficialmente a cada 2 anos). ? E como nós, no Brasil, estamos em relação às nossas pontes e viadutos? Seguros? Vamos esperar um acidente de grandes proporções, de novo, para ai então despertar as autoridades para o problema?




Achei interessante e bem didático o conteúdo do link abaixo;

www.nytimes.com/ref/us/20070803_BRIDGE_GRAPHIC.html?th&emc=th#step1



contribuições: Odilon Pancaro Cavalheiro

Engenheiro Civil / Professor TitularUNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA

Nenhum comentário: