6 de jul de 2008

Construção das Pirâmides do Egito Antigo
















Fotos: Simulações em 3 D pelo Arq Jean Pierre Houdin - reconstrução da pirâmide de Gizé

O CONTEXTO SOCIAL, POLÍTICO E RELIGIOSO EM QUE AS PIRÂMIDES ESTÃO INSERIDAS

Elas foram construídas há mais de 2500 anos e resistem até hoje. No Egito Antigo a religião seguida era politeísta, pois os egípcios acreditavam em vários deuses. Acreditavam também na vida após a morte e, portanto, conservar o corpo e os pertences para a outra vida era uma preocupação. Mas somente os faraós e alguns sacerdotes tinham condições econômicas de criarem sistemas de preservação do corpo, através do processo de mumificação.

A pirâmide tinha a função abrigar e proteger o corpo do faraó mumificado e seus pertences (jóias, objetos pessoais e outros bens materiais) dos saqueadores de túmulos. Logo, estas construções tinham de ser bem resistentes, protegidas e de difícil acesso. Os engenheiros (se é que podíamos chamá-los assim), que eram sacrificados após a conclusão da pirâmide para não revelarem os segredos internos, planejavam armadilhas e acessos falsos dentro das contruções. Tudo era pensado para que o corpo mumificado do faraó e seus pertences não fossem acessados.

As pirâmides foram construídas numa época em que os faraós exerciam máximo poder político, social e econômico no Egito Antigo. Quanto maior a pirâmide, maior seu poder e glória. Por isso, os faraós se preocupavam com a grandeza destas construções. Com mão-de-obra escrava, milhares muitas vezes, elas eram construídas com blocos de pedras que chegavam a pesar até duas toneladas. Para serem finalizadas, demoravam, muitas vezes, mais de 20 anos. Desta forma, ainda em vida, o faraó começava a planejar e executar a construção da pirâmide.

A matemática foi muito empregada na construção das pirâmides. Conhecedores desta ciência, os arquitetos planejavam as construções de forma a obter o máximo de perfeição possível. As pedras eram cortadas e encaixadas de forma perfeita. Seus quatro lados eram desenhados e construídos de forma simétrica, fatores que explicam a preservação delas até os dias atuais.

Ao encontrarem as pirâmides, muitas delas intactas, os arqueólogos se depararam com muitas informações do Egito Antigo. Elas possuem inscrições hieroglíficas, contando a vida do faraó ou trazendo orações para que os deuses soubessem dos feitos realizados pelo governante.

A TEORIA DO ARQUITETO FRANCÊS JEAN PIERRE HOUDIN A CERCA DA CONSTRUÇÃO DAS PIRÂMIDES

O arquiteto francês Jean-Pierre Houdin apresentou hoje, em Paris, uma teoria que explicaria como as pirâmides do Egito foram erguidas sem usar rodas ou instrumentos de ferro.

Utilizando uma apresentação em 3D, ele afirmou que a Grande Pirâmide de Gizé, por exemplo, foi construída de dentro para fora a partir de uma rampa interna que forma um túnel em espiral.

O software simulou como os blocos de calcário e granito que formam a pirâmide foram assentados. Segundo o arquiteto, isso explicaria por que a Câmara do Rei (que abriga o túmulo do faraó) tinha cinco tetos em vez de um.

Uma das evidência que confirmariam a idéia da rampa, segundo Houdin, é um teste de microgravidade feito por franceses em 1986, que mostra uma estrutura menos densa em forma de espiral dentro da pirâmide..

Nenhum comentário: