15 de jul de 2008

Shopping Leblon, Rio de Janeiro






















Dentro da área de influência que compreende os bairros com população de maior poder aquisitivo do Rio de Janeiro, o Shopping Leblon reúne centro comercial, torre de escritórios, salas de exposições e centro cultural com teatro para cerca de mil espectadores. A legislação para ocupação do lote estabelecia limite de coroamento da edificação em 40 metros acima do nível do mar. Aliado a essa condicionante, um morro existente no terreno fez com que o primeiro piso do shopping center estivesse acima da cota das ruas que lhe dão acesso. À primeira vista um desafio, essa situação transformou-se no elemento que direcionou a implantação do empreendimento.

O projeto de arquitetura de Eduardo Mondolfo Arquitetos propôs uma área de acesso com atrativos, para despertar o interesse dos usuários no trajeto, que, de outra forma, seria um obstáculo psicológico.

Com dez pavimentos e volumes que criam identidade no conjunto construído, a torre de escritórios tem lajes de 1.250 metros quadrados. Um pouco mais baixo, o bloco destinado ao centro de compras se desenvolve em quatro pisos para lojas e três de estacionamento. No último andar, área dos cinemas e da praça de alimentação, as fachadas ganharam amplos painéis de vidro, que permitem descortinar a vista do Jockey Clube, da lagoa e do Corcovado. O grande vazio central abriga elevadores panorâmicos e escadas rolantes. Ele tem na cobertura uma clarabóia estruturada com elementos metálicos tubulares e tirantes, e protegida por chapas de vidro, sempre com o objetivo de obter leveza e transparência.

Nenhum comentário: