18 de nov de 2008

O que é exatamente o Six Sigma?

ENTENDENDO O CONCEITO

Em sua forma mais fundamental, o Six Sigma é uma medida do número de defeitos em um processo ou operação específicos.

No Six Sigma, você não se preocupa com as peças defeituosas como um todo, mas com uma coisa chamada oportunidades de defeito. Uma oportunidade de defeito leva em conta três variáveis importantes.

- Todos os diferentes defeitos que ocorrem em uma peça montada.
- O número de lugares em que os defeitos podem ocorrer nessa peça.
- Todos os passos de produção que poderiam causar um ou mais desses defeitos na peça.
Por exemplo, vamos supor que você esteja fabricando pequenos cubos de metal. Dois grandes defeitos são geralmente encontrado nos cubos: uma rachadura e um amassado. Agora, vamos supor que esses defeitos sejam encontrados somente em três das seis faces do cubo. E finalmente, vamos supor que existam três passos no processo de fabricação em que esses defeitos são normalmente introduzidos.

São várias as oportunidades de um defeito ocorrer. Para calcular quantas, deve-se simplesmente multiplicar: 2 x 3 x 3, em um total de 18 oportunidades. Agora, se você enxergar rachaduras ou amassados em 5% dos cubos de metal que saem da linha de produção, o número de defeitos por oportunidade é de .00278 (.05 dividido por 18). Para encontrar o número de defeitos em cada mil oportunidades, você multiplica .00278 por 1.000 para ter 2.78. ­

Os engenheiros da Motorola concluíram que a métrica de defeitos por milhar não era sensível o bastante para a nova iniciativa da Six Sigma. Eles decidiram que os defeitos por milhão de oportunidades (DPMO) eliminavam erros devido ao pequeno tamanho da amostra e buscavam uma determinação de qualidade mais precisa. Para encontrar o número de oportunidades de defeitos por milhão no exemplo acima, multiplica-se .003125 por 1.000.000 para ter 3.125 DPMO.

Nenhum comentário: