29 de dez de 2008

Girsz Aronson, ex-rei do varejo de São Paulo



O empresário Girsz Aronson, falecido em jun/2008 aos 91 anos, já foi chamado de "rei do varejo" em São Paulo com a venda de eletrodomésticos. Russo de origem judaica, ele chegou a ter 34 lojas no Estado e faturar R$ 250 milhões por ano.


Ele chegou ao Brasil com 2 anos e começou no comércio aos 12, vendendo bilhetes de loteria em Curitiba (PR), onde morava com a mãe --viúva-- e os irmãos. A fama veio quando Aronson vendeu um bilhete premiado e recebeu do apostador parte do dinheiro.


Em 1944, uma empresa de casacos de pele do Rio o convidou para ser representante de vendas em São Paulo. Foi naquele ano que ele abriu a empresa G. Aronson. Chegou a vender 170 casacos em um mês, comprou um Dodge, carro cobiçado da época, e expandiu os negócios (bolsas de crocodilo).


Nos anos 60, criou a Gurilândia, especializada em artigos infantis. A rede G. Aronson começou a se expandir nos anos 70, após comprar uma loja de fogões em dificuldade financeira. Em junho de 1999, a G. Aronson faliu, com dívidas de R$ 65 milhões.


No dia 4 de setembro de 2000, ele voltou ao varejo e inaugurou a primeira loja com 20 metros quadrados, na rua Conselheiro Crispiniano, no centro de São Paulo, com o nome G.A. Utilidades Domésticas, com a ajuda dos quatro filhos (Eliana, Elisabeth, Gerson e Gilberto). As vendas chegaram, segundo ele, a R$ 300 mil por mês.


Em novembro do mesmo ano, o comerciante abriu a segunda loja, na avenida Brigadeiro Luís Antonio, com 700 metros quadrados, em um imóvel da família, com geladeiras, fogões e freezers no estoque.

fonte: Folha on-line

Nenhum comentário: