7 de fev de 2009

ESTÁDIO OLÍMPICO DE MUNIQUE



Em 1966, Munique foi escolhida pelo Comitê Olímpico Internacional para sediar os XXs Jogos Olímpicos de 1972. A cidade não dispunha de nenhuma infra-estrutura esportiva que pudesse abrigar o evento, havendo apenas uma grande área plana e inabitada a quatro quilômetros do centro. Esta área, conhecida como Oberwiesenfeld (Fig. 2), abrigou durante a 2ª Guerra Mundial um aeroporto militar da Wehrmacht (forças armadas alemãs), e demonstrava ser o local ideal para a realização dos Jogos Olímpicos.


Com o objetivo de criar um ousado complexo esportivo que contemplasse todas as atividades esportivas dos Jogos, o governo alemão lançou em 1967 uma competição internacional entre arquitetos. Dos 102 projetos inscritos, o proposto por Günther Behnisch & Partners, de Stuttgart, foi de longe o mais ambicioso, convencendo o júri. Entretanto, sua grande complexidade exigiria a criação das mais diversas soluções técnicas, o que deixou os organizadores do evento desconfiados com a viabilidade do projeto.


A idéia principal do espetacular projeto era a construção de uma enorme tenda sobre as instalações, com leveza estrutural e possibilitando harmonia com o terreno ao redor. Devido a sua distinta e moderna estética, muitas pessoas a descrevem como uma teia de aranha, caracterizando uma arquitetura biomorfa, e outros mais críticos a comparam a um enorme saco plástico descartável.


Os painéis transparentes que a compõem se apóiam numa extensa malha de cabos de aço que por sua vez se encontra pendurada a mastros localizados externamente às instalações, valorizando os espaços internos e aumentando a sensação de leveza.

fonte: http://www.lmc.ep.usp.br

Nenhum comentário: