1 de jul de 2009

Baixa Renda - Novo Padrão do CDHU


Imóvel, que serve de referência às outras moradias, possui itens do novo padrão de construção da companhia, como aquecedor solar, esquadrias de alumínio e o terceiro dormitório.

A CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) inaugurou em Sertãozinho, interior de São Paulo, a primeira casa-modelo construída sob o novo padrão desenvolvido pela empresa. A moradia possui itens como aquecimento solar, piso cerâmico, pé-direito ampliado de 2,4 para 2,6 metros e o terceiro dormitório, que aumenta a área construída para até 64m². O novo padrão de moradias da CDHU ainda prevê o emprego de esquadrias de alumínio, estrutura de metal no telhado em substituição à madeira, abrigo para botijão de gás, cobertura na área de serviço, muros divisórios entre os imóveis e tratamento paisagístico das ruas, calçadas e espaços livres. A habitação também atende os parâmetros de acessibilidade do Desenho Universal.
A execução prévia da casa-modelo tem dois objetivos principais, segundo a CDHU. O primeiro deles é de que as especificações técnicas do imóvel sirvam de referência para as demais unidades em construção. Já o segundo é permitir que, por meio da casa-modelo, a população possa acompanhar a obra e visualizar como serão as demais moradias do empreendimento. A perspectiva da CHDU é de que, em breve, todos os canteiros de obras de empreendimentos distribuídos pelo Estado de São Paulo tenham suas casas-modelo. O conjunto habitacional Sertãozinho G é avaliado em R$ 32,8 milhões e começou a ser construído no início em agosto de 2008, com previsão de término em até dois anos.
fonte:Por Ana Paula Rocha

Nenhum comentário: