29 de ago de 2009

Balcões das Torres da Sears em Chicago - Vai Encarar?

Ventura Towers - Green Building referência para o Mercado

Reportagem Revista Téchne
http://www.revistatechne.com.br/engenharia-civil/129/artigo69043-1.asp
Revista Rochas Qualidade
http://www.revistarochas.com.br/revistarochas/?modulo=materia&materia=1219
Revista Planeta Sustentável
http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/cidade/conteudo_224339.shtml
Revista Infra
http://www.gerenciapatrimonial.com.br/imprime.asp?codigo=9274
Revista Sustenta
http://www.planeta-inteligente.com/page/article/id/21/Prdios-inteligentes-e-econmicos
Revista IP
http://www.revistaip.com.br/files/editions/ed1236866931.pdf

Referência do mercado em edifícios Triple A - o Ventura Corportate Towers foi publicado em diversas revistas. Para quem quiser conhecer mais a respeito favor acessar os links deste post.

Ventura Towers - Fase 1 - Um Grande Desafio


O Ventura Corporate Towers é um Green Building - Gold , localizado na Av. Chile no Centro do Rio de Janeiro - RJ. É fruto da incorporação imobiliária Tishmann Speyer e CCDI, e construção Camargo Corrêa e Método Engenharia.

Conheci este empreendimento 6 meses antes da entrega. A obra possuía atraso de 90 dias no cronograma e tínhamos o desafio de obter o Habite-se em 30 de junho de 2008, pois o empreendimento já estava vendido. Devido a uma reestruturação na Diretoria na qual eu pertencia, este empreendimento ficou sob minha responsabilidade pelo lado da Camargo Corrêa. A Equipe do Projeto era mista, oriunda de ambas as construtoras (Camargo Correa e Método) e os resultados até aquele momento estava aquém do esperado. Aliás este é um caso típico dos finais de obra de Edifícios Comerciais de Grande Porte. Isto ocorre devido às freqüentes necessidades de revisão de projetos, que necessitam de ajustes ao longo do empreendimento. Apesar do cliente sempre jurar de pés juntos no início do empreendimento que isto não irá acontecer desta vez. Isto sempre acontece. Portanto, é importantíssimo para a construtora usar sistema de gestão baseado no PMI e controlar escopo, modificações, prazos, riscos, etc.

Elaboramos um plano de ação em conjunto com o Líder do Projeto (Cláudio Duarte) e validei junto à diretoria, pois, implicava em injeção de recursos para recuperação do atraso existente.

Neste plano chegamos a ter trabalho em dois turnos (diurno e noturno), 1500 homens no pico e diversos engenheiros e encarregados. Pela Camargo Correa completamos o time com Steven Nazario, colega dos tempos de Turner e com grande experiência em obras deste tipo e engenheiros mais jovens, porém altamente comprometidos como: Luiz Fortunato, Gustavo Kirsten além do experiente Eng de Instalações Eduardo Vasquez, também conhecedor de obras do gênero. Além dos Encarregados e Técnicos que vieram de São Paulo.

Steven liderou o processo de recuperação do cronograma junto às equipes de produção com metas semanais, grandes cobranças sobre os empreiteiros em termos de cronograma, e substituição de empresas quando necessário.

Foi um grande trabalho em equipe e em 10/07/2008, com 10 dias de atraso conseguiu-se o "Habite-se" do empreendimento. Após esta data faz-se o check-list dos pavimentos para entrega à administradora e conclui-se o comissionamento.

Em termos teóricos do PMI prega-se que o projeto deve ser levado equilibrando-se custo-prazo e qualidade. Quando há um grande desviu em um destes elementos, deve-se investir nos demais de tal forma a recuperar o desviu e cumprir o objetivo do projeto. No caso do Ventura, optou-se por injetar recursos financeiros de tal forma a recuperar o prazo sem prejuízos à qualidade do empreendimento.

Por Dentro do Ventura Corporate Towers - Rio de Janeiro

22 de ago de 2009

Chateau Margaux - Detalhes em Mármore Carrara



Os banhos foram executados em mármore carrara paginado. Atenção aos detalhes de acabamento nas bordas e ao casamento dos veios das placas.

Chateau Margaux - Detalhe Instalação de Adornos




Os adornos eram fabricados em GRC (Glass Reforced Concrete) , posicionados e alinhados artesanalmente para posterior solidarização "in loco".

Chateau Margaux - Garagem - Fase Final

A Garagem nos subsolos era revestida em cerâmica carga pesada no piso e parede em azulejos brancos 20x20 com detalhe em preto.

Chateau Margaux - Cozinha - Fase Final


Cozinha em fase final da obra, observe que a bancada em granito branco polar está protegida para evitar riscos.

Chateau Margaux - Detalhe dos Alçapões


Os alçapões na rouparia e hall de serviço para abrigar as unidades evaporadoras do sistema VRF (Daikin) foram feitos de tal forma a atender ao padrão estético do empreendimento.

Chateau Margaux - Visão Geral da Cúpula - Fase Final

Para atender ao cronograma do empreendimento considerou-se três frentes de produção na fachada - os balancins do corpo do prédio, os andaimes da cúpula (foto) e os andaimes do térreo.
Ganha-se prazo, no entanto, deve-se ter atenção para não danificar panos de fachada já concluídos. Mestre Moacir Longo (descendente de calabrez e ícone do mercado na execução de revestimentos de fachada em massa raspada - ele se orgulhava em dizer que havia fachadas suas na região da praça da Sé com mais de 50 anos e ainda intactas. Sr. Moacir era proprietário da empresa Durex, atualmente falecido. Os Filhos Alexandre e Marco Aurélio longo dão seqüência à empresa deixada pelo pai.

Na foto observa-se a dificuldade da montagem dos sistemas de andaimes.

Chateau Margaux - Atenção com a Qualidade


Todos os ambientes com mármore eram protegidos com gesso e aniagem, inclusive os terraços.

Chateau Lafite - Atenção aos Detalhes




O Apartamento possui área de 450 m2 e todos os dormitórios e salas possuem ar condicionado. Para atender a necessidade do empreendimento e não prejudicar o padrão estético buscou-se uma solução em VRF (Daikin) com condensadoras posiocionadas no mezanino - fora do apartamento e as evaporadoras no entre-forros da rouparia e hall social. Foi criado alçapão removível de tal forma a permitir que houvesse facilidade de manutenção mas, sem prejudicar o padrão estético - item muito valorizado por toda a equipe do empreendimento.

Chateau Lafite - Detalhe do Terraço em fase final

Terraço em travertino romano levigado, gradis com detalhes neoclássicos com adornos importado de Vicenza. Caixilhos Especiais da linha fórmula - ALCOA. Projeto de Esquadrias Eng Mário Newton Leme.

Chateau Lafite - Finalização das Unidades



Na fase final de obra é preciso ter cuidado para não danificar serviços acabados. Neste empreendimento instalamos tabelas (ver foto) nos andares nas quais a seqüência de serviços estava elencada e o início do serviço subsequente só era autorizado após a liberação do serviço anterior. Para isso é preciso de um planejameto detalhado onde se dimensiona a quantidade de mão-de-obra necessária e deve-se balancear o fluxo de produção para evitar ociosidade ou falta de mão-de-obra em gargalos de produção.

Observa-se a banheira protegida com gesso sobre saco de aniagem, de tal forma e evitar riscos no acrílico.

A Obra possuia sistema de gestão de qualidade e todos os serviços eram verificados através de FVS - Fichas de Verificação de Serviços. A empresa CTE foi contratada para implantação do Sistema de Gestão.

Chateau Lafite - Detalhe da Cúpula e do Térreo



A Cúpula e o Térreo são os principais caminhos críticos de empreendimentos deste tipo e requerem atenção especial.

Na foto observa-se como os detalhes são rebuscados e quanto o serviço é artesal. Requer planejamento, controle, boas empresas e mão-de-obra qualificada. Quem fizer economia na contratação de mão-de-obra em empreendimentos deste tipo terá sérios problemas de qualidade.

Margaux e Lafite - Fase Final de Obra


Os Encarregados de Obra - Piauí (Chateau Margaux) e Soró (Chateau Lafite), conversam na divisa das duas obras no horário de almoço. O trabalho em equipe e compartilhamento de decisões até no nível de encarregado de obra foi fundamental para o sucesso.

Na foto observa-se o piso de paralelepípedos do chateau margaux, o ladrilho hidráulico que seria utilizado na rampa e ao fundo os andaimes montados para a conclusão da fachada no térreo. A Fachada rebuscada do neo-clássico é faz parte do caminho crítico da obra.

Alto Luxo - Chateau Margaux e Chateau Lafite


Localizado na Praça Pereira Coutinho, Vila Conceição este empreendimento é um marco da Arquitetura Neoclássica da cidade de São Paulo. O projeto é de 1999 e a construção ocorreu entre 2000 e 2002. Tive o privilégio de participar desse desafio como Gerente de Obras do Projeto e com apoio de diversos profissionais de renome: Arq. Pablo Slemenson (argentino, mackenzista, na minha opinião o melhor arquiteto de altíssimo padrão de São Paulo)Dra. Maria Noronha (na época com 80 anos, primeira mulher formada pela EEMackenzie, especialista em controle tecnológico de concreto, hoje falecida) , Prof Ragueb (grande mestre da Universidade Mackenzie, falecido) , Mestre de Obras José Bianchi (na época com 70 anos, em atuação até hoje, um dos pouco mestres do mercado com sobrenome italiano), José Roberto Dellamain (Engenheiro com grande expertise na Execução de Estrutura de Concreto Armado), Eng Márcio Alvarenga (Diretor da Bolsa de Imóveis, grande conhecedor de projetos de altíssimo padrão), Arq. Ruy Varalla (Grande conhecedor de Planejamento de Obras), etc. Enfim foi um grande desafio profissional e uma grande oportunidade de aprendizado.

Para vencer o desafio tinha em minha equipe pessoas de grande empenho, grande caráter com os quais pude manter grande Amizade: Eng Antônio Carlos Penteado (Alphaplan - excelente visão de planejamento, mackenzista), Eng Walter Verzolla (na época recém formado, empenhado, brigador, comandou a produção, mackenzista), Mestre Josué - B12 (na época, encarregado de obras de uma das empreiteiras de mão-de-obra civil), além de toda equipe administrativa e estagiários de obra. Foi uma obra grandiosa, com grande impacto no mercado imobiliário e que deixa saudades.


Rochaverá - Green Building - Fachada


Fachada Rochaverá - Visão Noturna

Rochaverá - Green Building - Fachada




Fachada do Rochaverá ao final da tarde em São Paulo

Rochaverá - Green Building - Bicicletário

O biclicletário é um item que gera pontos para a certificação Green Building. A princípio parece um pouco ilusório pensar que os paulistanos virão ao trabalho de bicicleta, no entanto, no futuro quando as obras do metrô terminarem e proibirem a circulação de automóveis no centro expandido, andar de bicicleta será uma opção para aqueles que não querem usar ônibus ou metrô.

Rochaverá - Green Building - Lobby de Entrada



Detalhe do Lobby de Entrada - Início da Noite

Rochaverá - Green Building - Pavimento Tipo


Detalhe do Pavimento Tipo com o sol de fim de tarde

Rochaverá - Green Building - Gerador à Gás


Detalhe do Gerador à Gás - Caterpillar

Rochaverá - Green Building - CAG

Central de Água Gelada - CAG

15 de ago de 2009

Execução de Cobertura de Cobre

A Execução de Cobertura de Cobre é relativamente simples, em termos conceituais. No entanto, se não dermos atenção a alguns detalhes técnicos fundamentais e não contratarmos mão-de-obra altamente qualificada com certeza haverá problemas de infiltração e de acabamento estético, além de condensação.

A Estrutura que sustenta a cobertura é geralmente feita em concreto ou em estrutura metálica (como é o caso desta obra). O processo executivo resume-se em instalar uma subcorbertura em compensado naval ou mdf, instalar um filme impermeável, instalar as chapas pré-cortadas e dobradas de acordo com a geometria do telhado e garantir estanqueidade e encaixes perfeitos.

As fotos pertencem a um empreendimento que concluí em 2002, em São Paulo. A mão-de-obra utilizada foi contratada no Chile, onde esta solução é muito comum e há mão-de-obra abundante, visto que possui a maior reserva de cobre do mundo.









2 de ago de 2009

Minha Casa, Minha Vida - Qualidade de Vida em S J Rio Preto




Localizado próximo ao Parque Ecológico de São José do Rio Preto e a 15 minutos do centro da cidade. Este empreendimento de 2 e 3 dormitórios quebra o paradigma de que empreendimentos econômicos só são viáveis na periferia das cidades.

Existem ainda no interior grande disponibilidade de terrenos próximos a região central e com preços atraentes para a execução de empreendimentos voltados para a classe C.

Os apartamentos de 2 dormitórios encaixam-se dentro do programa Minha Casa, Minha Vida e as opções de 3 dormitórios atende a necessidade de um público que pode pagar mais pelo imóvel, muito bem localizado.

Nas Fotos acima verifica-se detalhes do Parque Ecológico e do empreendimento em construção, em alvenaria armada.