5 de set de 2012

Kata de Melhoria


Mas o que vem a ser o kata? Trata-se de um termo que significa uma “maneira de fazer”, um padrão que pode ser praticado para desenvolver um conjunto particular de habilidades e atitudes. Com o tempo e a prática, esse padrão se torna praticamente inconsciente, feito sem a necessidade de muita atenção.
É uma forma poderosa de gerar conhecimento ou aprender a aprender. Vale tanto para ambientes de negócio como também para todo o tipo de atividade humana, pois trata-se de uma rotina de pensar e fazer que amplifica nossa capacidade de resolver problemas e fazer melhorias.
Mike Rother sugere que os dois katas fundamentais para melhorar o desempenho de uma organização são o kata de melhoria e o decoaching.
Focalizando no kata de melhoria, a questão central é como transformar a melhoria em um hábito, algo que estejamos fazendo inconscientemente no dia a dia.
Para isso, Mike Rother sugere que se concentre sempre em quatro elementos fundamentais que servem como uma rotina ou um guia: a) Entenda a direção. Definição do que é preciso ser feito, o que todos concordam que deve ser feito e não o que pode ser feito. b) Entenda a condição atual real. Não se engane. Levante dados e fatos reais com olhos críticos. c) Estabeleça a próxima condição-alvo. Aonde você precisa chegar. d) Rode o PDCA em direção à situação-alvo. Faça experimentos (ações) para tentar atingir a condição-alvo.

kata é uma ferramenta de aprendizado e de educação. Ao praticá-lo, as equipes de trabalho poderão estar mais bem preparadas para enfrentar os desafios do trabalho e do dia a dia.

José Roberto Ferro
Presidente
Lean Institute Brasil

Nenhum comentário: